Vereadores discutem os desafios da alimentação escolar na volta às aulas

O assunto foi destacado por Jorge Quintino (PTB) e Ricardo Liberato (PSDB) na Sessão Plenária da quinta-feira (21). Os vereadores afirmaram que estiveram, em reunião,  com o secretário de educação, João Paulo Derocy, e discutiram os desafios da merenda dos estudantes. Quintino informou que o secretário prometeu uma alimentação mais saudável e equilibrada para as escolas de Caruaru. Além disso, o secretário afirmou que pretende promover palestras de educação alimentar na rede e adiantou que o Cartão Alimentação dos alunos receberá uma recarga extra. 

O vereador Anderson Correia (PP) falou sobre a audiência pública que será realizada no próximo dia 5 de novembro, com o objetivo de debater o Plano Plurianual (PPA) de 2022 a 2025 e a Lei Orçamentária Anual (LOA) para o ano de 2022. A audiência foi solicitada através do requerimento nº 3763/2021 de sua autoria. Correia também destacou o seu Projeto de Decreto Legislativo nº 1606/2021, que concede o Título de Cidadão Caruaruense ao comunicador Silvio Santos do Nascimento. O presidente da Casa Bruno Lambreta (PSDB) e Carlinhos da Ceaca (MDB) elogiaram a propositura e saudaram Nascimento. 

Ainda na ocasião, a vereadora Perpétua Dantas (PSDB) falou sobre suas matérias da semana. O requerimento nº 3764/2021 que solicita a remoção de lixo e a troca da caçamba na rua Cônego Júlio Cabral, no bairro do Salgado. Dantas afirmou que a demanda foi enviada através de uma liderança comunitária, que reclamou do acúmulo de metralhas na localidade. A edil ressaltou que além de atrapalhar o trânsito de pessoas, o lixo contribui para a proliferação de doenças. Perpétua também falou sobre o requerimento nº 3756/2021, que demanda a instalação de postes de iluminação do Loteamento Che Guevara até o Sete Luas, no Bairro Alto do Moura. 

Acompanhe a Sessão Plenária Virtual na íntegra através das redes sociais do Poder Legislativo, da TV Câmara, canal 22.2 e confira o andamento de todas as matérias que tramitam na Casa pelo Sistema de Apoio ao Processo Legislativo (SAPL).

Comentários do Facebook