Polícia Civil faz operação contra esquema de criação de sites falsos de leilão virtual de veículos

Polícia Civil de Pernambuco deflagrou, na manhã desta terça-feira (24), a operação Arremate, que teve como alvo uma quadrilha que criava sites falsos de leilão virtual de veículos. Segundo a polícia, os integrantes são investigados pelos crimes de lavagem de dinheiro, estelionato e falsidade ideológica.

Foram emitidos 14 mandados de busca e apreensão domiciliar para endereços nas cidades do Recife e de Jaboatão dos Guararapes, todos expedidos pela 10ª Vara Criminal da Capital.

De acordo com a polícia, as investigações tiveram início em maio deste ano, sob responsabilidade do delegado de Repressão aos Crimes Cibernéticos, Eronides Meneses Júnior, buscando identificar os integrantes do esquema criminoso.

A Diretoria de Inteligência da Polícia Civil de Pernambuco (Dintel) também apoiou os investigadores. Ao todo, na ação desta terça-feira, foram empregados 75 policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães.

Os materiais apreendidos foram encaminhados para a sede do Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (Dracco), localizado na Zona Oeste do Recife.

A comunicação da Polícia Civil informou, em nota, que detalhes da operação devem ser divulgados em coletiva de imprensa ainda nesta terça.

Em outubro, a Receita Federal alertou para uma página irregular que usava o logotipo da instituição e oferece mercadorias supostamente apreendidas, simulando o Sistema de Leilão Eletrônico (SLE) oficial. Na ocasião, o delegado Eronides Meses orientou sobre como verificar se um leilão é autêntico e outras medidas de segurança (veja vídeo acima).

Segundo a Associação da Leiloaria Oficial do Brasil, desde março, surgiram, por dia, três novos sites falsos de leilões. A entidade afirmou que foi criado até um selo “Leilão Seguro”, para tentar evitar os golpes.

Comentários do Facebook